O que é ser Poeira de Estrelas ?

Anúncios

Você já ouviu essa expressão por aí ? Se você acompanha um pouco de divulgação é provável que sim. É recorrente, e é bom que seja. Mas vamos lá, vamos detalhar mais!

Essa expressão diz o seguinte: a maioria dos elementos que formam nosso corpo foram “forjados” no interior de estrelas que eventualmente espalharam esses elementos para o universo

Tenha em mente a expansão do universo. Ele está em expansão em relação a todos os pontos, ou seja, até o espaço entre você e sua cama está expandindo aceleradamente. Ou seja, antes estava tudo mais próximo, concentrado, com uma densidade gigantesca. Tudo que existe

Mas quando tudo estava tão denso assim estava uma bagunça, não haviam átomos formados, com núcleo e elétrons por fora, era uma mistura de tudo, como uma sopa fervendo

Essa alta densidade faziam interações não deixarem nenhuma estrutura, tipo um átomo, se formar e estabilizar. As partículas fundamentais interagindo sem parar, radiação(luz) a todos os lados. Aí o universo começou a expandir

Com a expansão as coisas esfriaram um pouco, as interações continuaram acontecendo, mas menos a ponto de algumas estruturas conseguirem se manter estáveis. Elementos começaram a se formar!

Eventualmente elétrons (negativo) se ligaram a prótons (positivo), formando assim o Hidrogênio, o elemento mais simples. Um nêutron se ligava a um Hidrogênio e formava Deutério, que por sua vez encontrava outro Deutério e formava Hélio

À medida que ia se expandindo ficava mais fácil formar estruturas maiores e mais estáveis, mas chegou ao ponto que expandiu demais, a ponto de não ter mais interações fortes o suficiente para ir além de um Berílio e Trítio

Ou seja, o universo expandir ajudou mas matou a criação de elementos quando ficou denso de menos para formar elementos mais pesados. Esse Berílio e Trítio não duravam muito tempo para formarem outros.

O Trítio é instável e difícil de se fazer ainda hoje, tanto que no filme Homem-Aranha 2 o Dr. Octopus negocia capturar o Aranha em troca de Trítio para fazer uma fusão nuclear! O Trítio é um Hidrogênio com dois nêutrons.

Então como o resto da tabela periódica se formou ? Bem, o universo seguiu expandindo, e continua até hoje, e com o tempo a gravidade, sempre presente, começou a aglomerar os elementos. Aos poucos gases foram ficando densos e maias densos e assim surgiram as primeiras estrelas do universo

Estrelas, com seu interior super denso e já formada por elementos mais pesados e que se fundiam, por fusão nuclear, formando novos elementos.

Daí veio Boro, Carbono, Nitrogênio, Oxigênio, etc…

Essas novas estrelas as vezes se fundiam a outras ou explodiam, lançando todos esses novos elementos mais pesados (com mais prótons, elétrons e nêutrons) para o resto do universo. E essa história se repetia, até formarmos elementos super pesados, como Chumbo (82 prótons, 82 elétrons e 124 nêutrons)

Ou seja, todos esses carbonos que formam nossas moléculas, dos olhos aos fios de cabelo, foram um dia partes do interior de estrelas. O Ferro, Oxigênio e Carbono que formam a Hemoglobina do nosso sangue foi produzida dentro de estrelas e espalhado pelo universo. E o Hidrogênio dela, muito provavelmente, no início do universo

Lembrando, tudo isso falado aqui, tem décadas de contas, experimentos, hipóteses, correções produzidas. Não é apenas papo, é ciência, é trabalho.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.