O Micro-Ondas Do Mal!

É muito comum nos ideais do saber popular, um certo desconhecimento dos saberes científicos. Desconhecimento esse que trás a tona a propagação de certas “falsidades científicas”, como a “teoria” da terra plana e movimentos de antivacina.

Sabendo desse tópico, recentemente me deparo com um empasse parecido; ao ir aquecer meu almoço utilizando um forno micro-ondas, ouço a fala de minha avó dizendo que o eletrodoméstico é perigoso: “NÃO USE ISSO DEMAIS, PODE CAUSAR CÂNCER”.

É… parafraseando o astrofísico Carl Sagan:

“Vivemos em um sociedade extremamente dependente da ciência e da tecnologia, em que quase ninguém sabe sobre ciência e tecnologia”.

Voltando ao assunto da radiação e a suposta morte por câncer, obviamente o micro-ondas não causaria problemas a ninguém (somente na sua fatura de energia elétrica).

Para explicar isso deveremos entrar no mundo da física, na área de ondulatória.

Espectro das ondas eletromagnéticas, organizadas em ordem crescente de frequência

A imagem acima retrata um espectro eletromagnético, é um quadro simples que organiza as ondas eletromagnéticas em ordem crescente de frequência.

Podemos separar esse quadro em duas partes: a região ionizante e a região não ionizante. Mas calmem-se, apesar do grande número de informações, podemos inferir que o quanto maior a frequência da onda, maior a sua energia. Sendo assim as ondas de radio, micro-ondas, infravermelho e a luz visível, não tem energia suficiente para causar problemas em tecidos do corpo humano.

De forma geral, dizer que um micro-ondas pode causar câncer, seria o mesmo que dizer que a simples luz visível poderia causar uma mutação no nosso DNA.

Os fornos micro-ondas, em sua grande maioria, emitem uma frequência aproximada de 2,5 gigahertz, não causando dano ao plástico ou ao vidro, porém provocam fluxo de corrente elétrica em metais, levando a um superaquecimento ou a graves incêndios. Por isso é importante não levar nada metálico ao eletrodoméstico, isso inclui panelas, talheres, e até mesmo, marmitas de alumínio

Voltando ao espectro, as ondas ultravioletas, os raios x, e os raios gama são considerados radiações ionizantes, que nesse caso podem causar problemas sérios nos corpo humano. A radiação gama por exemplo, tem um poder de penetração tão forte que uma simples exposição já pode causar uma mudança no código genético de um ser vivo; mas antes que pense que isso poderia lhe transformar em um novo super herói da Marvel, as mutações da vida real são bem negativas, gerando anomalia nos tecidos do corpo ou casos graves de câncer

Outra radiação válida a se destacar, é a ultravioleta, uma radiação que somos frequentemente expostos todos os dias, e nem percebemos. Os raios ultravioletas são emitidos pelo sol e podem causam lesões na pele. Para evitar, não precisa deixar de sair de casa, ou andar pelas ruas de turbante, basta somente usar um protetor solar e o problema já está resolvido.

O protetor solar consegue bloquear a radiação UV impedindo uma grande absorção pela pele humana

As radiações são diariamente colocadas em nosso convívio e não necessariamente nos fazem mal, usamos energia radioativa vindas de usinas nucleares, usamos rádios para ouvir musicas dentro de um carro, e até mesmo aquecemos nossa comida usando o micro-ondas, o que basta, é apenas conhecer e saber até onde uma noticia da internet ou do saber popular realmente tem comprovação cientifica, dessa forma, continue usando seu micro-ondas normalmente sem problemas, mas cuidado com seu consumo de energia, isso sim causaria uma seria lesão ao seu bolso, fique longe de objetos verdes brilhantes e use protetor solar.

DICA DE LIVRO: Para os ávidos leitores de plantão, recomendo o livro do já citado Carl Sagan, “O Mundo Assombrado pelos Demônios”, no qual o autor consegue quebrar alguns mitos do saber popular através de explicações cientificas.


Referências:

  1. https://www.tuasaude.com/micro-ondas-e-a-saude/
  2. https://www.estudopratico.com.br/radiacao-ultravioleta-caracteristicas-beneficios-e-maleficios/

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.