O que fazer dos Audiobooks ?

Vamos falar aqui de evolução biológica. O corpo humano  é resultado de milhares de anos de adaptação à natureza e a forma como o Sapiens interage com ela. Postura, pernas e fôlego mais preparados para caça de longa distância, em vez da agilidade de um Guepardo. Boa visão de longo alcance, para os ambientes vastos onde vivia, inclusive a alta exposição a ambientes fechados, como esse onde escrevo agora, pode estar levando muitas pessoas à miopia ao longo do planeta.

Mas uma coisa não nos adaptamos biologicamente a fazer, ler livros. A escrita é um fenômeno recente na humanidade, e o hábito de leitura mais recente ainda, ainda mais considerando que até poucos séculos atrás boa parte da humanidade era analfabeta em seu idioma. Então pegamos essa ferramenta que são nossos olhos e as usamos para estudar, conhecer, aprender, coisas que até então eram feitas majoritariamente por via oral, muito imprecisa mas que nos trouxe até aqui. Essa ferramenta foi então adaptada a fazer um movimento de oscilação, do começo de linha até o fim de uma linha, para a linha de baixo e assim continuando. Nossos braços não acostumados a ficar suspensos fazendo nossa cabeça inclinar para baixo, posição também não comum para a coluna. E por aí se continuam todos os detalhes dessa adaptação.

ear-buds-vector

Adoro ler, mas é difícil para mim, tenho que assumir isso. Não consigo ficar longo tempo lendo, provavelmente terminarei com alguma dor no pescoço, nos olhos ou na cabeça. Se não terminar assim me sentirei exausto do mesmo modo, fisicamente mesmo. E imagino que isso seja comum a muitas pessoas, senão leitura seria um hábito mais do que comum. Mas arrisco a dizer que a dificuldade que a leitura exige, a começar o próprio fato de saber ler historicamente está ligado a um pensamento mais elitista. Apenas quem tinha dinheiro podia ter livros, e em certo nível hoje continua sendo verdade, apenas quem sabia ler podia ler livros, e isso media muito da classe social. Ainda hoje se uma pessoa quer ter um ar culto ela tem estantes em casa, mesmo que não tenha lido metade da metade daquilo. Exibir os livros tem sua demonstração de poder, poder sobre o conhecimento. E esse peso que me parece decair absurdamente sobre os audiobooks, ou audiolivros, ou algum outro nome, assim como também nos ebooks.

Mas veja, entenda que o mais importante nisso tudo é a informação passada. Como o próprio excelente livro Fahrenheit 451 admite que embora livros sejam importantes mais importante é a mensagem dentro deles. E o que tem se essa mensagem é passada via áudio ? Já me falaram justamente que audiobook é uma coisa muito preguiçosa. Mas ‘perai’, qual o problema nisso ? Justamente fazer do momento de leitura o mais prático possível faz da leitura a mais prazerosa o possível, mais rápida o possível. Se desprenda dessas amarras de status de que ler é difícil e por isso ler é o que importa. Como falei, nossos olhos nem para isso foram feitos, já ouvir… é, para ouvir nossos ouvidos foram feitos.

Agora, para a análise técnica. Estava lendo o excelente Armas, Germes e Aço, que motivou justamente essa discussão biológica inicial toda (para saber MUITO mais sobre isso, basta ler ele). Porém o livro é meio técnico, estava me cansando um pouco, principalmente por eu estar lendo em inglês. Então resolvi testar sua versão em áudio. Sincronizei, iniciei! E então o livro que eu estava demorando dias para ler se passou numa semana bem tranquila e sem pressa. O áudio total do livro não passava de 18h de duração. E você, tendo essa habilidade ainda pode acelerar o processo, deixar a velocidade da narração maior, ouvir em 9h ou até menos! Se não me atrapalhar posso ainda ouvir o livro enquanto limpo a casa, lavo louça, caminho, me alongo, etc. Sem nenhuma perda de conteúdo e com um possível cansaço a menos pelos olhos tão não acostumados a ler. Inclusive ler no ônibus (sim, eu sei que você faz isso) pode dar problemas reais e eu já os tive, mas de forma reversível. Então quem sabe ouvir o livro no ônibus…

Se você se convenceu pode procurar a Audible, por exemplo, para comprar seus livros em áudio, se não veja o que o Átila (biólogo, pesquisador…) tem a falar sobre audiobook.

Ps: não estou pronto para livros de ficção em áudio, os diálogos são muito preciosos na minha mente, por enquanto.

 


Quer se manter atualizado ? Assine a newsletter: https://goo.gl/GZrrNe

Apoie o meu trabalho: https://apoia.se/sechat


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s