As Apollo hoje serão pirâmides amanhã

Não é de hoje que se tem por aí dezenas de argumentações sobre a não ida do homem à Lua. Evidências e evidências baseadas em nada senão pura crença sem fundamento. Pois numa análise crua ninguém que alega a tal farsa do sucesso das missões Apollo tem conhecimento e ferramentas o suficiente para alegar o que alega. Não são apresentadas falhas cruciais na tecnologia para a ida à Lua, não são apresentados documentos comprovando a armação, não são pegos depoimentos concisos de pessoas que estiveram suficientemente por dentro e possam agir como testemunhas, nem mesmo se encontram fontes soviéticas, que estariam loucas para desmascarar a farsa das missões Apollo.

Na verdade, o programa espacial soviético é mais digno de dúvidas do que o americano, visto que eles estavam fazendo o impossível muito antes dos americanos saberem colocar qualquer coisa em órbita. Ainda mais com o pensamento da época que a União Soviética não passava de um lugar atrasado mas com muito armamento militar. Mas a verdade é que esse lado do globo sempre esteve num nível bom de tecnologia, ou pelo menos de ciência.

Anúncios

Mas se uma coisa percebi com todos esses debates sem muito argumento sobre a ida do homem a lua percebi que é algo que surgiu mais pela falta de ida do homem até ela de novo, coisa que não é culpa de nenhuma pessoa do ramo, mas sim de quem é posto no lugar de decidir quem paga as contas no fim do ano. A medida que o tempo passa a multidão de pessoas que pensam nessa impossibilidade se mantém, ou até mesmo aumenta. Em Interestellar é sugerido que algo assim poderia ocorrer e no futuro virar fato a questão de que tudo não passou de um mito, ou propaganda sobre progresso.

Mas se tem uma coisa que se encaixa bem em tudo o que falei são as civilizações antigas. As pirâmides! Parece difícil as pessoas aceitarem simplesmente que nós humanos conseguimos construir elas. Mas não apenas é possível como todas as explicações são muito bem encaixadas e passíveis de teste. Porém parece algo tão surreal a ser feito que não pode ser facilmente acreditado, principalmente pelo fato: não fazemos mais pirâmides. Da mesma forma que hoje não vamos mais à Lua após a decadência egípcia as construções ficaram um tanto mais modestas. Poucos castelos posteriormente, por exemplo, tiveram uma construção digna de ser equiparado a uma pirâmide egípcia. E o mesmo vale para as construções meso-americanas. O mesmo vale para os conhecimentos de astronomia de todos esses povos, tão precisos que dá inveja a pessoas do mundo atual.

É difícil aceitar que simplesmente uma sociedade humana anterior possa ter sido mais avançada do que você julga capaz de ter sido.Não é fácil um europeu descobrir que suas construções são casinhas comparadas as pirâmides Assim como é difícil alguém, tão dependente das facilidades da tecnologia atual aceitar que, sob extremas dificuldades a humanidade levou a si mesma à Lua. Imagine se após a expansão marítima a sociedade tivesse resolvido simplesmente não sair mais para o mar, muito caro, muito custoso, não valendo a pena continuar. Quanto tempo seria necessário para isso parecer uma lenda ? Talvez tenhamos a resposta, afinal, os fenícios chegaram ao Brasil muito antes de todos, quem sabe até voltaram e falaram o que viram. Mas quem sabe, por não terem voltado muitas outras vezes o fato de terem chegado a um novo continente não tenha virado apenas um mito e um total esquecimento entre essa civilização. Quem sabe não foi o mesmo com orientais que vieram até aqui, ou mesmo os vikings. Quem sabe o que será mito amanhã…

Anúncios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.